Massagem Pré-Natal – As Vantagens da Massagem na Gravidez

Durante a gravidez, muitas mulheres experimentam diversas mudanças radicais em seus corpos. E com tantas mudanças físicas surgindo, algumas grávidas procuram algum tipo de terapia alternativa para aliviar os sintomas dessas alterações.

Entre as principais medidas encontradas, a massagem é, sem dúvida, a mais procurada. E a queixa mais recorrente são as dores nas juntas, proveniente do aumento de peso e das mudanças hormonais.

Outro desconforto comum relatado na gravidez são as dores nas costas.

Assim, uma boa e adequada massagem, feita por um profissional credenciado e treinado, é uma ótima aliada no alívio dessas dores, sem contar outros benefícios imediatos como: melhora da circulação sanguínea, que impedem o acúmulo de fluídos nas pernas e pés.

Mas, apesar de a massagem ser a principal medida no contingenciamento de dores, a massagem pré-natal não é aplicada somente nestas situações.

A massagem durante a gravidez também ajuda no aumento dos hormônios da felicidade e bem-estar, tais como a serotonina e dopamina, além de reduzir os níveis de hormônios relacionados com estresse, como o cortisol.

Apesar desses inúmeros benefícios já provados pela ciência e pelos fatos, é seguro aplicar massagem em mulheres grávidas?

Existe um mal entendido de que a massagem não é recomendada nos primeiros três meses de gestação. Entretanto, a massagem adequada é recomendada durante toda a gravidez, tomando, é claro, todas as precauções necessárias.

E uma das técnicas evitadas e não recomendadas é a aplicação de massagens na região abdominal. Além disso, o terapeuta ou massagista deve saber dosar a exata pressão dos toques, reconhecendo os pontos ideais para realização da massagem.

Não é necessário, porém, a utilização de uma maca especial de massagem para grávidas. Todo o procedimento deve ser realizado com a grávida deitada de lado, sendo esta a posição correta para realização da massagem no corpo, inclusive nas costas.

Além destes cuidados, um diálogo aberto sobre as condições de saúde da pessoa massageada e o massagista deve ser observado. Por exemplo, em situações de enjoos matinais, a grávida deve se deitar pelo lado esquerdo, a fim de se evitar o aumento de ocorrências de enjoos e náuseas.

Outra observação necessária é procurar opinião médica antes de iniciar qualquer tratamento terapêutico, incluindo a massagem, durante a gravidez. Somente o médico especialista poderá avaliar toda a situação da gravidez, discutindo todas considerações necessárias antes de iniciar os procedimentos de massagem.

Óleos e loções de massagem que podem funcionar como gatilhos para contrações também devem ser evitados. Um bom massagista, com ampla formação e conhecimento em aromaterapia, saberá quais óleos utilizar para não prejudicar a gravidez.

Para iniciar todo o procedimento de massagem em grávidas, alguns procedimentos anteriores devem ser satisfeitos, tais como:

1- O local deverá estar limpo, com iluminação adequada, temperatura amena e agradável. Caso necessário, uma música calma e relaxante também pode ser utilizada, em baixo volume.

2- A massagem será iniciada pela cabeça, nuca e ombros. Somente depois de constatado total relaxamento da grávida, é que o massagista avançará para os braços e mãos.

3- Os toques serão aplicados sempre gentilmente. Nunca serão realizados movimentos rigorosos e intensos. A massagem de tecidos profundos é proibida durante a gravidez.

Para algumas mulheres grávidas, a massagem pré-natal pode ativar inúmeros processos de desintoxicação. E durante esses processos seus corpos fazem uma verdadeira limpeza removendo a maioria das toxinas armazenadas em seus corpos.

Um mito para quem já ouviu relatos a respeito. Não existem evidências científicas de que a massagem pode induzir abortos espontâneos.

masagem-gestantes

Ao contrário, os benefícios de uma massagem adequada e realizada por profissionais credenciados e qualificados são muito vastos, entre os quais podemos destacar:

  • Alívio de dores de cabeça. Durante a gravidez, muitas mulheres experimentam altos e baixos em seus níveis hormonais. Essa volatilidade hormonal é um indutor de fortes dores de cabeça e enxaquecas.
  • Redução das sudoreses. No período pré-natal são frequentes os relatos de casos de suor excessivo. Uma massagem revigorante e relaxante pode reduzir consideravelmente as sudoreses nas grávidas.
  • Melhora o sono. Com o avanço da gravidez, muitas futuras mamães tem suas preocupações aumentadas, prejudicando a qualidade do sono. Com uma boa massagem relaxante, quadros de insônia são reduzidos, trazendo inúmeros outros benefícios.
  • Reduz a probabilidade de partos prematuros. Com a diminuição do estresse e maior relaxamento, há também a mitigação dos níveis de cortisol, que reduzem os riscos de partos prematuros.
  • Redução dos batimentos cardíacos. A massagem pré-natal também atua relaxando o sistema nervoso e reduz a pressão estomacal, promovendo a redução da frequência cardíaca.
  • Alívio de dores. A gravidez traz consigo uma série dores nas juntas, músculos e articulações. A massagem pré-natal é uma excelente terapia para manter as articulações mais flexíveis e menos rígidas, assim as dores também são reduzidas, trazendo mais bem-estar e conforto para as gestantes.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *