Como ter uma postura melhor com ajuda da massagem

Quando você se propõe a incluir a massagem em sua rotina de vida, está querendo viver com muito mais saúde e disposição.

Por isso vale lembrar que a conquista e a preservação desse bem tão precioso começa pela respiração.

Observe como um bebê respira: sua barriguinha sobe e desce. Essa é a respiração abdominal, que movimenta o diafragma e que é complemento essencial das massagens Shiatsu e do Do-in, por exemplo.

Todos nós já nascemos respirando dessa forma. Com o tempo, porém, começamos a respirar apenas utilizando o tórax para cima, uma respiração rasa e característica do estado de ansiedade, que pode ser atenuada com uma massagem adequada.

Experimente você mesmo: deitado, sentado ou mesmo de pé, coloque uma de suas mãos encostada no abdome.

Agora inspire fundo, enchendo primeiro a barriga, depois o do médio abdome, e só por fim o da barriga.

Essa é a respiração completa, que deveríamos praticar todos os dias, durante o dia inteiro.

É a única forma de realmente renovarmos o ar, sem ficar com gás carbônico acumulado nos pulmões, como acontece na respiração curta.

Pratique esse exercício sempre que se lembrar, pelo menos duas vezes por dia, a cada vez completando vinte e um ciclos de inspiração e expiração.

E tente, aos poucos, incorporar a respiração abdominal em sua vida, juntamente com uma massagem relaxante.

Ela (a massagem) auxilia e melhora a circulação, purifica o sangue, acalma, fortalece a alma e o espírito, além de aumentar a vitalidade e também a coragem.

Agora que já fizemos essa breve introdução sobre a respiração, como pré-requisito para avançarmos para correção postural, vamos abordar a questão da postura, propriamente dita.

Um dos maiores benefícios de quem faz massagem regularmente é o aumento da consciência sobre o próprio corpo.

Assim, você vai percebendo como atitudes rotineiras são extremamente prejudiciais para o organismo, causando problemas de postura e dor, em um primeiro momento, e podendo gerar doenças a longo prazo.

A coluna, especialmente, merece toda a nossa atenção.

É o eixo do nosso corpo, de onde sai toda a enervação que leva a essência da vida para nossos órgãos.

Primeiro problema que enfrentamos: ser bípede representa um tremendo esforço. A posição da coluna reta favorece que a gravidade exerça uma grande compressão sobre os discos da coluna, que são espécies de amortecedores localizados entre cada uma das trinta e três vértebras.

Segundo problema: “um problema de coluna é um problema sério” – e, infelizmente, muito comum. A massagem é uma excelente aliada na prevenção de problemas, mas deve ser acompanhada por hábitos saudáveis.

Nada menos do que catorze em cada vinte habitantes brasileiros sofrem de dor na coluna e, na maioria esmagadora das vezes, a causa é um erro de postura.

Não sabemos posicionar o corpo para as funções mais corriqueiras, como dormir, sentar ou dirigir, e ainda somos uma população sedentária, que não inclui em sua rotina a prática de exercícios físicos regulares, fundamentais para a saúde.

Qual a postura ideal para cada situação?

Ao sentar-se: os pés precisam estar completamente apoiados e encostados no chão e os quadris em um ângulo reto (de noventa graus), de forma que a coluna fique reta.

Cadeiras precisam ter encosto. Fuja de sofás e poltronas macias demais. Também evite cruzar as pernas, pois provoca o encurtamento da virilha, torções e rotações do quadril.

Ao se abaixar: a forma correta é ir dobrando os joelhos, descendo até o chão com as costas retas. Evite a todo o custo simplesmente dobrar a coluna para pegar alguma coisa no chão.

Ao dormir: os melhores colchões são aqueles que oferecem um bom suporte para a coluna, portanto escolha modelos semi-rígidos.

O pescoço deve estar sempre alinhado com a coluna e o travesseiro nunca pode ser muito alto, nem baixo demais.

Os modelos que suportam a cabeça e têm um encaixe para o pescoço são os mais indicados, mesmo nas sessões de massagens.

Quem tem dor nas costas e não gosta de dormir de lado pode experimentar colocar um travesseiro entre os joelhos, para não forçar a coluna e relaxar com uma deliciosa massagem antes de dormir.

Ao dirigir: os joelhos devem ficar numa posição ligeiramente mais alta do que a dos quadris para evitar sobrecarregar a lombar e a cervical.

Mantenha sempre as duas mãos no volante. Dirigir com um braço só provoca torção do tórax.

Ao trabalhar no computador: os cotovelos devem ser mantidos apoiados no mesmo nível da mesa e os punhos, numa superfície ligeiramente inferior à altura dos dedos no teclado.

A tela deve ficar na altura dos olhos.

Ao telefone: nunca apoie o telefone nos ombros para ficar com as duas mãos livres.

Dicas especiais para mulheres:

– Evite os modelos de bolsas que ficam pendurados em um ombro só.

O melhor é usar bolsas de duas tiras, que distribuem o peso igualmente entre os dois lados do corpo.

Se não for possível, pelo menos reveze o lado do corpo que carrega a bolsa.

– Deixe o salto alto só para ocasiões especiais – e rápidas. Usar salto alto por muitas horas provoca hiperlordose, com afundamento da lombar, o que significa muitas dores nas pernas e nas costas.

O peso do corpo todo vai para o dedão do pé, por onde passa o meridiano da cabeça, o que pode causar dores de cabeça, irritabilidade e falta de sono.

E, por fim, mas não menos importante: mantenha seu peso adequado. O excesso de gordura força a lombar, sobrecarregando a musculatura.

Até cinco quilos acima do peso normal, o corpo ainda consegue se sustentar sem problemas graves. Mais do que isso a probabilidade é muito alta de desenvolver problemas de colunas.

Massagem é bom e faz bem. Então, aproveite. É uma das formas mais prazerosas de manter a saúde. E você pode começar agora!

Um Comentário

  1. Maria Ignês
    24 de outubro de 2018
    Reply

    Sofro de dores lombares há um bom tempo e não sei mais o que fazer para melhorar… Já tentei acupuntura, tratamentos médicos, tratamentos alternativos e sempre dá uma melhorada no começo, mas depois de um tempo volta tudo de novo.
    Será que algum tipo de massagem é indicado para meu caso?
    Não sei mais o que fazer!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *