Aprenda a Melhorar seu Sistema Imunológico com Massagem

A massagem talvez seja a terapia alternativa complementar à medicina mais utilizada no planeta. Simplesmente porque, praticamente, não existe contraindicação para os adeptos dos procedimentos da massagem.

Muitas pesquisas e estudos em departamentos de psiquiatria e neurociência comportamental têm demonstrado que a aplicação de massagens ao longo dos anos tem promovido aos seus pacientes um aumento na contagem de linfócitos, que são células responsáveis pelo sistema imunológico, também conhecidas como células brancas.

Essas células exercem um papel fundamental no combate às doenças, infecções e inflamações.

Além do aumento do número de células brancas, a pessoas que passaram por sessões de massagem também tiveram uma forte redução nos níveis de citocina.

Altos níveis desta substância (citocina) no organismo, indicam que há um processo inflamatório em curso e que uma investigação a respeito será necessária.

Além disso, a depender da quantidade de citocina, o indivíduo pode ter uma série de consequências maléficas e perigosas desencadeadas, tais como: depressão, asma e, inclusive, doenças cardiovasculares.

Nos mesmos experimentos, alguns minutos de massagem também acarretaram na queda acentuada de vasopressores e do cortisol.

O cortisol está intimamente relacionado com estresse. Sua função é converter proteína em energia. Assim quando estamos submetidos a situações estressantes, como fome severa, o cortisol nos ajuda, transformando a proteína em energia, pronta para ser utilizada.

É importante termos este hormônio sempre presente, porém taxas elevadas não são benéficas e podem trazer muitos males a nossa saúde.

Por exemplo, níveis exagerados de cortisol favorecem o desmantelamento de nossos músculos e ossos, dificultam os processos químicos que envolvem a cura e a regeneração das células, enfraquecem os processos digestivos, diminuem as funções mentais e metabólicas, impedem o funcionamento de demais hormônios, alterando as funções endócrinas e, por fim, enfraquecem o sistema imunológico.

Já a vasopressina, responsável por manter o equilíbrio corporal intacto, como por exemplo ajustar a retenção ou eliminação de líquido do corpo, pode ser estabilizada por uma simples massagem.

Com os níveis adequados de vasopressina, temos a produção equilibrada de oxitocina, o que favorece na manutenção de níveis regulados de agressão, ansiedade e bom funcionamento do coração.

Todos esses hormônios podem ser vantajosamente “controlados” pela massagem. Ao incorporar a massagem em nossas vidas, estaremos inevitavelmente melhorando nosso sistema imunológico, dadas as inúmeras influências hormonais ocorridas que são produzidas pelos toques, como descrito acima.

Entre as massagens mais eficazes para favorecimento do sistema imunológico, podemos destacar: a massagem sueca e a massagem relaxante. Ambas têm a capacidade de melhorar e reequilibrar as taxas dos hormônios ligados ao estresse e esgotamento.

Assim, ao relaxarmos com uma boa massagem, estaremos automaticamente nos imunizando e tornando-nos mais resistentes às doenças comuns.

Uma boa alimentação, aliada a exercícios físicos regulares e uma vida emocional controlada são os ingredientes fundamentais para melhorar nosso sistema imunológico; e a massagem tem um papel importantíssimo nessa equação, já que influencia de maneira considerável o nosso bem-estar, alterando nossas emoções.

Além disso, a massagem atenua dores, desconfortos e outros distúrbios que atuam diretamente em nossos estados mentais, dificultando os processos de regeneração e recuperação.

Assim, como outro benefício imediato da massagem, temos a eliminação de sintomas desagradáveis, facilitando a reabilitação e a cura.

Um Comentário

  1. Antônio Lins
    4 de novembro de 2018
    Reply

    Será que a massagem também ajuda nos casos de doenças autoimunes?
    Já li relatos a respeito e não há nenhuma definição ainda. Gostaria de ouvir os profissionais da área se a massagem pode ajudar em alguns casos.
    Ainda tem muito campo para esse nicho… bem interessante este texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *