Alguns Mitos Mais Ditos Sobre Massagem

Apesar do crescimento da popularidade da massagem e de seus benefícios em nossas vidas, ainda há alguns mitos e versões não verdadeiros, que devem ser anunciados e divulgados para que possamos evitar problemas e mal-entendidos, que possam prejudicar nossos tratamentos.

Mito nº 1 – Massagem é tudo igual.

Essa afirmação não poderia ser mais falsa e equivocada. Existem dezenas de modalidades, técnicas e tipos de movimentos de massagens. Depende somente da aplicação e dos objetivos e metas almejados. São tantas as indicações para a massagem, que teríamos que elaborar um outro artigo para abordar somente este tema. Porém, iremos descrever algumas aqui.

A massagem relaxante é um tipo de terapia que é indicado para aliviar o estresse, reduzir as tensões nervosas e produzir um quadro de relaxamento total do paciente.

Já para aqueles que estão desanimados e cansados, a massagem mais indicada é a revigorante, pois atua revitalizando o humor, melhorando a circulação sanguínea, eliminando as toxinas e regulando o metabolismo corporal.

Outro exemplo é a massagem esportiva, que tem um papel e uma técnica completamente diferentes, atuando primordialmente sobre os tecidos moles, eliminando os nós de tensão, reduzindo as dores e tensões musculares.

Existem também inúmeros outros procedimentos, tais como: massagem Thai, Sueca, Pedras Quentes e outras dezenas de técnicas, todas com suas metodologias, procedimentos e objetivos específicos.

Mito nº 2 – Depois da massagem é necessário que tenhamos dores, pois caso contrário, não foi bem realizada e os benefícios não serão obtidos.

Esse mito é muito similar àquele também dito quando praticamos alguma atividade física. Muitos acham que os benefícios somente serão conquistados se tivermos dores após o tratamento.

Mais uma falácia. Certamente que em alguns tipos de massagem, como aquela praticada em músculos mais profundos, de forma mais firme e vigorosa, podem trazer um pequeno desconforto ou algumas dores após a aplicação.

Isso ocorre pois os músculos maiores são manipulados com mais força e tensão para trazer o relaxamento desejado a esses grandes grupos musculares. Desta forma, podemos sentir uma leve dor similar àquela que temos após uma sessão de exercícios físicos. Sendo absolutamente normal.

O contrário, não sentir nenhuma dor após a sessão de massagem, também é totalmente normal e natural. O objetivo da massagem é o relaxamento, não a dor.

massagem-dor

Mito nº 3 – A massagem não é indicada para grávidas.

Nem todas as massagens são contraindicadas na gravidez. Alguns tipos de massagem, ao contrário, são extremamente indicadas para grávidas.

Existem técnicas de massagem pré natal que são muito benéficas nesta fase, reduzindo as dores musculares, lombares, enxaquecas e enjoos; simplesmente porque atuam reduzindo os hormônios do estresse, ajudando a gestante a relaxar, se sentir melhor e corrigindo a postura.

Mito nº 4 – A massagem somente tem efeito temporário.

Engana-se quem pensa desta forma. A implementação da massagem de forma constante e regular é uma excelente forma de manter a memória muscular ativa, deixando os músculos sempre relaxados e mais preparados para o estresse diário, ajudando no combate às dores frequentes e crônicas.

Mito nº 5 – Massagens eliminam a celulite.

É verdade que algumas massagens podem aprimorar a eliminação de toxinas do corpo, por estimular os sistemas linfático e circulatório, além de ajudar no rejuvenescimento da pele. Mas eliminar a celulite é uma afirmação exagerada.

Celulite é uma gordura localizada nas células subcutâneas e estão mais relacionadas com fatores genéticos e alimentares. Uma alimentação mais regrada e adequada pode interferir de forma mais satisfatória, do que apenas uma massagem.

Porém, ao realizar massagens com regularidade, o paciente terá o benefício do alívio das dores e aumento do conforto corporal, o que pode estimulá-lo a executar mais atividades físicas e a se alimentar melhor, amenizando a aparência das celulites.

Mito nº 6 – Não devemos interromper o massagista durante o tratamento.

Sentir muitas dores não é normal. Sentir dores durante as massagens não é sinônimo de estar sendo curado. Nos casos de dores, o terapeuta ou massagista deve saber disto.

Interrompa a massagem imediatamente e avise o massagista. Somente um profissional qualificado saberá o que fazer diante desta situação. Caso o massagista não seja informado sobre as dores sentidas, a massagem poderá ter consequência diversa da desejada, podendo até mesmo agravar o problema.

Não se esqueça: Não é normal sentir dores, principalmente em um tratamento de massagem.

Um Comentário

  1. Júlia Santos
    17 de novembro de 2018
    Reply

    Sempre achei que não podia ficar conversando com o massagista. Claro que ficar falando durante a massagem inteira não é recomendável, mas que bom que não é falta de respeito interrompê-lo para dizer como estou me sentindo ou o que prefiro em uma massagem.
    Esse era um mito que muitos têm, com certeza!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *